Email sedfcontato@gmail.com
Telefone (61) 3273 0307

Após assembleia com trabalhadores, SindEnfermeiro entra com ação civil pública contra ICDF por atrasos salariais

Publicada em 16 de novembro de 2020

Na manhã de hoje (16), o Sindicato dos Enfermeiros do Distrito Federal (SindEnfermeiro-DF) reuniu em assembleia presencial os trabalhadores do Instituto de Cardiologia do Distrito Federal (ICDF), com o objetivo de discutir e apresentar as ações tomadas pelo sindicato em relação aos problemas enfrentados na unidade.

A presidente Dayse Amarílio e o secretário-geral do sindicato, Jorge Henrique, estiveram presentes na assembleia e conversaram com os profissionais sobre a reunião realizada com a diretoria do instituto, membros da Secretaria de Saúde (SES-DF) e do SindEnfermeiro para resolver o impasse dos salários e do vale-alimentação atrasados.

Também foi apresentada aos trabalhadores a ação civil pública impetrada na última sexta-feira (13) contra o ICDF, para que sejam corrigidos os recorrentes problemas de atrasos salariais. E na tarde de hoje, a diretoria do instituto vai participar de nova reunião com o SindEnfermeiro para discutir a situação que já se arrasta desde o início de outubro – quando os trabalhadores denunciaram a falta de pagamento dos salários, bem como o atraso do vale-alimentação.

Entenda a ação contra o ICDF

A ação impetrada pelo sindicato solicita o pagamento dos salários atrasados em até 48 horas, sob pena de bloqueio das contas para saldar os débitos junto aos colaboradores, além de multa diária de R$ 10 mil – que deve ser revertida em favor de iniciativas que privilegiem o trabalho da enfermagem. O ICDF também terá que pagar uma multa de 10% referente ao atraso salarial do mês de outubro, com a devida correção monetária.

No documento, também consta que o instituto deve se responsabilizar em não cometer qualquer prática de coação, orientação ou sugestão com o objetivo de fazer com que os empregados assinem contracheques com data retroativa ou em branco. Para cada irregularidade do tipo constatada, será aplicada multa no valor de R$ 5 mil.

Outro ponto destacado trata dos danos coletivos já causados em virtude dos atrasos salariais – que tem levado várias famílias a uma situação financeira delicada em plena pandemia. A ação solicita ao ICDF o pagamento de R$ 100 mil de indenização, corrigido monetariamente enquanto o valor não for devidamente pago.

O SindEnfermeiro disponibiliza todos os seus canais de comunicação para os devidos esclarecimentos, garantindo ao ICDF o pleno direito de defesa. No entanto, o sindicato estará atento a todos os desdobramentos, e reafirma o seu compromisso inegociável de defender o direito de cada enfermeira e enfermeiro do Distrito Federal.