Email sedfcontato@gmail.com
Telefone (61) 3273 0307

Em assembleia, SindEnfermeiro e trabalhadores do IGES votam pela prorrogação do atual acordo coletivo para 2021

Publicada em 4 de novembro de 2020

Na noite de ontem (03), o Sindicato dos Enfermeiros do Distrito Federal (SindEnfermeiro-DF) se reuniu em assembleia com os trabalhadores do Instituto de Gestão Estratégica da Saúde (IGESDF) para apresentar e votar a proposta de manutenção do atual acordo coletivo de trabalho (ACT) até 2021. O último acordo celebrado era válido até o último dia 1º de outubro.

Na assembleia, conduzida pela presidente do SindEnfermeiro, Dayse Amarílio, o secretário-geral Jorge Henrique, e pela advogada da entidade, Jacqueline Sousa, ficou decidido por unanimidade que o acordo será prorrogado até o início do ano que vem – sob a condição de manter todas as cláusulas sociais conquistadas pelos trabalhadores, e postergar a renegociação dos termos salariais para janeiro.

Durante a reunião, Dayse apontou a pandemia como um dos principais entraves para a negociação de um acordo coletivo – bem como os problemas financeiros e a crise política que tomou conta da Saúde no DF, mas ressaltou a importância de ao menos manter algumas das principais conquistas dos profissionais.

“Apesar da questão financeira ser muito importante, o nosso maior medo durante as negociações foi de não conseguir manter os benefícios sociais dos trabalhadores. Nós recebemos muitas mensagens em tom de preocupação de algumas gestantes, por exemplo, em dúvida se teriam ou não direito à licença-maternidade de 120 dias”, afirmou.

Renegociação salarial terá retroativo, mas fica para janeiro

A proposta enviada pelo IGESDF de manter o acordo atual teve como objetivo principal não retirar nenhuma das cláusulas sociais dos trabalhadores. No entanto, por conta da conjuntura atual – pandemia, crise política e financeira – a questão salarial não pode ser negociada ainda em 2020.

Para isso, o instituto se comprometeu a negociar o reajuste salarial em janeiro de 2021, e o percentual que for estabelecido deverá ser pago inclusive de maneira retroativa, somando os meses de outubro, novembro e dezembro deste ano.